segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Brasil : da Regência ao Segundo Reinado - A abolição do tráfico negreiro

- A importância da mão-de-obra escrava

            Estima-se que,entre os séculos XVI e XIX,mais de cinco milhões de africanos tenham trazidos para o Brasil para trabalhar como escravos.A maior entrada ocorreu na primeira metade o período de expansão da lavoura cafeeira no Sudeste do país.
            A lavoura cafeeira,baseada no trabalho escravo,começou a sentir os efeitos da falta de mão-de-obra a partir de meados do século XIX.Isso ocorreu devido à proibição do tráfico negreiro e ao crescimento da campanha abolicionista

- As pressões inglesas pelo fim do tráfico

            Até o século XVII,a Inglaterra obteve imensos lucros com o comércio internacional de escravos.A situação mudou depois de 1807,quando o Parlamento britânico aboliu o tráfico de escravos para as colônias inglesas.Em 1833 , a escravidão foi abolida em todos os domínios britânicos. De país escravista,a Inglaterra se transformou no maior oponente do tráfico internacional de escravos.A política inglesa de combate ao escravismo tem três explicações principais.
  • A revolução Industrial inglesa resultou no aumento extraordinário da produção de mercadorias. Com o fim do tráfico nas colônias,os proprietários poderiam investir na obtenção de produtos ingleses que antes eram aplicados na compra de escravos.
  • Nos domínios britânicos no sul da áfrica ,a venda de negros para os traficantes afetava as atividades econômicas locais,que ficavam carentes de mão-de-obra.
  • Nas Antilhas britânicas, o fim do tráfico obrigou os proprietários a empregar assalariados nos engenhos de açúcar.A conseqüência foi que o açúcar antilhano tornou-se mais caro que o brasileiro,que continuou sendo produzido por escravos.

- A lei Eusébio de Queiroz

 Em 1831,aprovou-se ema medida para validar um tratado entre Brasil e Inglaterra pelo fim do tráfico negreiro.
      A reação do governo inglês foi reforçar a vigilância nos oceanos e aprender os navios suspeitos de transportar negros.
 A queda de braço com a Inglaterra não duraria muito tempo.Em 1850 foi aprovada a lei Eusébio de Queiroz ,que proibia difinitivamente o tráfico de escravos para o Brasil.Dessa vez a lei saiu do papel,e a entrada de africanos escravizados no país diminuiu rapidamente,até desaparecer na década de 1860.

- O fim do tráfico e seus efeitos

       Com sua proibição ,os capitais antes e aplicados na compra de escravos foram deslocados para capitais antes aplicados na compra de escravos foram deslocados para outras atividades.Ocorreu assim um incremento das indústrias,das ferrovias,dos telégrafos e da navegação. Junto com o café,o fim do tráfico proporcionou o início da modernização do Brasil.
  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário